2014/05/13

Cjamango (1967 / Realizador: Edoardo Mulargia)

Este western é um filme simples, com um enredo simples, com momentos de ação simples e que aborda os temas mais simples do subgénero: a ganância e a vingança. Vivia-se a época em que a prioridade de qualquer cineasta / produtor italiano que quisesse ganhar uns trocos a fazer westerns era única e exclusivamente imitar as obras de Leone, Corbucci e Tessari. O protagonista deste filme é claramente um cruzamento entre Clint Eastwood e Franco Nero. O nome também não deixa margem para dúvidas. A fórmula foi usada “ad nauseam” por muitos outros, ou seja, a velha parceria entre um pistoleiro que procura dinheiro e vingança e outro que quer, acima de tudo, justiça. Edoardo Mulargia construiu a sua reputação nos westerns de série B e “Cjamango” é um desses westerns. O ator Ivan Rassimov / Sean Todd cumpre bem o papel de pistoleiro infalível sempre num registo muito próximo de heróis como “Django” ou “Homem Sem Nome”.


Quanto ao enredo, o que há a dizer? Cjamango vence um jogo de cartas e a aposta foi em ouro. Subitamente, vários homens entram no saloon e disparam sobre toda a gente. O ouro é levado. Cjamango sobrevive ao massacre e vai à procura dos assassinos e do ouro. Tudo acontece dentro de um triângulo infernal composto por Hernandez, Don Pablo e Tigre. Enquanto isso, do lado de fora corre Clinton, um forasteiro que parece ter uma missão bem definida. As presenças da bela Pearl e do jovem Manuel servem apenas para conferir a Cjamango uma aura de compaixão que fazem lembrar “Shane”.


No meu ponto de vista não há nada de surpreendente neste filme. Mas, como era hábito naqueles anos, a produção em massa de westerns não tinha muito que saber. Era fundamentalmente adotar a mesma estratégia, estando esta fortemente consolidada em dois sólidos pilares: a imitação e o plágio.

Lobbys:


Trailer:




Filmes completo:

4 comentários:

  1. Naquela época era fundamental ter um herói solitário cujo nome terminasse em "ango"! Este é apenas um de muitos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois. Só à conta do Edoardo Mulargia tivemos ainda o "Shango". Enfim. Eu até gosto do filme mas reconheço que é muito decalcado do "Por um punhado de dólares". Curiosamente o filme tem uma sequela sem grande ligação com esta história inicial, e em que Rassimov é substituído por George Ardisson no papel de Cjamango. É uma incursão mais bem conseguida. Vou tentar falar dele na próxima resenha.

      Eliminar
  2. Já tive a oportunidade de ver essa sequela mas não acho que seja melhor que o original. Diria que está na mesma linha. Para não variar o tema da vingança é fundamental.

    ResponderEliminar
  3. Em alternativa a assisyir o filme no link youtube aí acima, poderão descarrega-lo por aí:

    http://www.ulozto.net/xQ7Ev1SA/cjamango-1967-eng-dvdrip-x264-jrk-mkv

    Se gostarem e o quiserem na colecção, recomendo a edição da Koch Media que trás alguns extras interessantes. A versão da Wild East pareceu-me ser a mesmíssima transferência mas os extras são fracos.

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails