2011/02/01

C'era una volta il West (1968 / Realizador: Sergio Leone)

O enorme sucesso da “trilogia dos dólares” colocou Sergio Leone num pedestal e pôs em sentido os executivos dos grandes estúdios americanos. Agora, a prioridade de Leone era fazer o projecto que sonhara durante toda a sua vida, um épico sobre os gangsters judeus de Nova Iorque, no Lower East Side, baseado no romance de Harry Grey “The Hoods”. Após várias reuniões com os mais influentes produtores americanos, o resultado foi sempre o mesmo: o financiamento de “Era uma vez na América” só estava garantido se Leone fizesse um último western! Perante esta situação, o cineasta italiano aceitou, sob a condição de ter plenos poderes sobre o novo projecto. Seguiu-se então um animado duelo entre dois grandes estúdios de cinema: A United Artists colocou em cima da mesa de negociações muito dinheiro e ainda as super vedetas Charlton Heston e Kirk Douglas. A Paramount também acenou com um grande orçamento e Henry Fonda. Era bem conhecida a ambição que Leone tinha de trabalhar com Fonda. Não havia dúvidas, a Paramount venceu!


Após um jantar de negócios, mediado por Mickey Knox, e um parecer positivo do seu amigo Eli Wallach, Henry Fonda aceitou a proposta. Claudia Cardinale e Jason Robards já estavam garantidos mas ainda faltava encontrar mais um protagonista. Inicialmente Leone falou com Clint Eastwood mas este recusou categoricamente. Isso não abalou Leone porque ele sabia no seu íntimo que a escolha certa seria Charles Bronson. À semelhança de Fonda, Bronson aceitou o convite porque agora Leone já tinha uma reputação e dinheiro mais do que suficiente, algo que não acontecia em 1964 quando tentou convencê-lo a protagonizar “Por um punhado de dólares”. Acompanhado por uma equipa técnica muito competente, o projecto foi concebido na Itália (Cinecittá), em Espanha (Almería) e nos Estados Unidos (Arizona).

O enredo está ligado à expansão do caminho-de-ferro na América do Norte e aos negócios sujos dos grandes magnatas. O empresário Morton quer a todo o custo concluir a sua linha-férrea e conta com o pistoleiro Frank para tratar de todos os inconvenientes que possam surgir. Frank não é de meias medidas e assassina brutalmente a família de Jill para ficar com o terreno. O fora-da-lei Cheyenne é injustamente acusado de ter cometido esse crime. No meio disto tudo deambula o misterioso Harmónica, que carrega na sua memória lembranças traumatizantes.


Este foi provavelmente o primeiro filme da História do cinema em que os actores actuavam ao som da banda sonora porque a partitura musical de Ennio Morricone foi composta antes das filmagens começarem. Isso ajudou os protagonistas a perceberem melhor o ambiente do filme. Mas nem tudo foi um mar de rosas! A ideia inicial de Leone era fazer 4 horas de filme mas chegou-se a um entendimento e a versão final foi reduzida para pouco menos de 3 horas. Contudo, alguns energúmenos com poder de decisão mandaram cortar ainda mais o filme, retirando-lhe muita da sua magia! Leone sentiu-se profundamente injustiçado porque foi essa “versão amputada” que estreou nos EUA e na Inglaterra, tornando-se num desastre nas bilheteiras e na crítica! Felizmente, Itália e França não foram nessa cantiga e a versão integral original foi bem sucedida, principalmente em Paris que exibiu o filme diariamente durante mais de 2 anos!

Já em pleno século XXI, o mercado DVD em Portugal fez justiça e presenteou os fãs com um excelente DVD, que além de conter o filme em todo o seu esplendor ainda oferece muitos documentários, entrevistas, fotografias e afins! “Aconteceu no Oeste” é um óptimo filme que sofreu durante muitos anos o estigma de muitos preconceitos. Eu, à semelhança de muitas pessoas, acho que o filme estava à frente do seu tempo. Naquela época a maioria das pessoas não estava preparada para um impacto tão profundo. Hoje, qualquer um que goste de cinema de verdade, vai adorar este filme!



Lobbys :





Trailer:


10 comentários:

  1. Entre o calor e a poeira, entre a cavalgada e o disparo, entre a espera e o derradeiro compasso da morte, Aconteceu no Oeste vive, por isso, uma essência marcadamente estilizada, ganhando uma dimensão operática e imortalizando-se sob a aura imaculada de obra-prima.

    5 estrelas.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  2. Para mí uno de los mejores westerns de la historia.

    ResponderEliminar
  3. Y una de las mejores películas de la historia. Sin apellidos.

    ResponderEliminar
  4. Concordo com a afirmação do Adrián. Este filme é um dos melhores jamais realizados. Para além de toda a excelência típica das coisas feitas por Leone, aqui ainda se nota o input do então desconhecido Dario Argento. Mas quem acaba por roubar as atenções do filme, é na minha opinião, a esbelta Claudia Cardinale. Uma deusa no faroeste.

    Por curiosidade fui hoje ver em que posição se encontra este filme no ranking do IMDB, confesso que estou desapontado com o que encontrei. Um vigésimo lugar, atrás de filmes como INCEPTION, ou DARK NIGHT. Escandaloso e inexplicável! Eis a lista:

    1.Os Condenados de Shawshank (1994)
    2.O Padrinho (1972)
    3.O Padrinho: Parte II (1974)
    4.O Bom, o Mau e o Vilão (1966)
    5.Pulp Fiction (1994)
    6.A Lista de Schindler (1993)
    7.Doze Homens em Fúria (1957)
    8.A Origem (2010)
    9.Voando Sobre Um Ninho de Cucos (1975)
    10.O Cavaleiro das Trevas (2008)
    11.O Império Contra-Ataca (1980)
    12.O Senhor dos Anéis - O Regresso do Rei (2003)
    13.Os Sete Samurais (1954)
    14.Clube de Combate (1999)
    15.A Guerra das Estrelas (1977)
    16.Tudo Bons Rapazes (1990)
    17.Casablanca (1942)
    18.Cidade de Deus (2002)
    19.O Senhor dos Anéis - A Irmandade do Anel (2001)
    20.Aconteceu no Oeste (1968)


    --
    Pedro Pereira

    http://por-um-punhado-de-euros.blogspot.com
    http://filmesdemerda.tumblr.com

    ResponderEliminar
  5. Injusto, muito injusto... Compreendo que "O Bom, o mau e o vilão" seja grande filme, mas para mim "Aconteceu no Oeste" tem tudo! Não lhe falta nada: a trama, a acção e o drama são sublimes!
    Algum desses filmes actuais conseguiu estar 2 anos nos cinemas? NÃO! Tudo bem que estamos na era das tecnologias e que as pessoas podem ter os filmes em casa, mas que gosta mesmo deseja ver no grande ecrã...nem as vendas de tais filmes serão significativas...mais! Nem o nº de downloads ilegais superarão dois anos de sessões diárias!

    Desculpem o desabafo, mas há certas coisas que irritam solenemente!

    Nenhum 3D, nenhum efeito de computador poderá superar a genialidade deste filme! A musica, o desempenho dos actores levam-nos numa viagem e transportam-nos de uma forma inexplicável! Quem apanha o comboio deste filme jamais se esquecerá dele!

    ResponderEliminar
  6. "Comboio" é de facto uma palavra chave deste filme. Com ele chega a civilização e o fim de uma era. É excelente a forma como o tema é introduzido.

    --
    Pedro Pereira

    http://por-um-punhado-de-euros.blogspot.com
    http://filmesdemerda.tumblr.com

    ResponderEliminar
  7. Ainda bem que mencionaram o IMDB, porque muitas pessoas que conheço fundamentam as suas opiniões sobre determinados filmes a partir desse site.
    Ou seja, se o IMDB diz que é bom, a cangalha vai atrás! Se o IMDB fala mal de um filme, a cangalha vai atrás, em vez de pensarem pela própria cabeça!!
    Ao olhar para a lista IMDB dos 20 melhores filmes é claro que quem fez a lista só pode ter sido algum ignorante que sabe tanto de cinema como eu sei de ponto cruz!!

    ResponderEliminar
  8. só vou no IMDB quando faço minhas resenhas, saber títulos de filmes, ou pra saber da filmografia de um ator, não assisti DARK KINIGHT e nem INCEPTION, mas até agora não consegui entender a babação de ovo por parte da crítica, C´Era Una Volta il West é um filmaço, pra mim e obra-prima de Leone.

    "Mas quem acaba por roubar as atenções do filme, é na minha opinião, a esbelta Claudia Cardinale. Uma deusa no faroeste."

    ASSINO EM BAIXO !!!

    ResponderEliminar
  9. Uma curiosidade: o orçamento deste filme ficou em cerca de 4 milhões de dólares. Mais de metade desse dinheiro foi para pagar os honorários dos 4 protagonistas! Ou seja, Fonda, Bronson, Robards e Cardinale foram mais caros que tudo o resto!

    Quanto ao filme, é de facto excelente e poderia ainda ser melhor se naquela altura os produtores deixassem Leone fazer a sua versão completa de 4 horas. Mas mesmo assim, Leone triunfou...

    ResponderEliminar
  10. Outras curiosidades: Vários actores estiveram ligados ao projecto mas por diversas razões foram substituídos: Robert Ryan era para ser o xerife, Enrico Maria Salerno seria Morton e Robert Hossein também pertencia ao lote de escolhidos.

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails