2018/07/24

Il bello, il brutto, il cretino (1967 / Realizador: Giovanni Grimaldi)

Antes da chegada de Trinitá e Bambino ao oeste selvagem, já havia uma dupla a abrir sorrisos nas plateias europeias (e não só): Franco Franchi e Ciccio Ingrassia. Tal como acontece hoje em dia, com as réplicas bollywoodianas, era prática nos idos de sessentas/setentas meter estes dois sicilianos a protagonizar versões parodiadas dos sucessos de bilheteira de então e o filão do western-spaghetti não foi excepção. A fórmula era quase sempre a mesma, comédias estúpidas com os dois a fazerem invariavelmente cara de parvos, Franco Franchi a ganhar neste campeonato a dois, diga-se. A coisa funcionou de tal forma, que nos bons tempos estreavam uma dezena de filmes por ano!


Dificilmente encontraremos alguém que tenha vivido nesses anos que tenha passado incólume ao sucesso da dupla. Mas nem tudo são rosas e a comédia como se sabe é um género que sofre bastante com o passar dos anos, e actualmente a generalidade dos seus filmes têm um travo extremamente datado.

Mimmo Palmara explica o poder da sedução!

Ora neste capítulo dessa longa parceria, aparece-nos um velho conhecido no cargo de realizador, Gianni Grimaldi (StarblackAll'ombra di una coltCuatro dólares de venganza). Aqui encarregue de parodiar livremente o mega sucesso “O bom, o mau e o vilão” de Sergio Leone. A trama é decalcada de uma forma quase assustadora, substituindo apenas algumas peças do puzzle. A Franco cabe o papel de um caçador de recompensas, e a Ciccio o de bandido.

Dois palermas, ou não fossem eles de Palermo.

Juntos têm um esquema para recolher o dinheiro da recompensa e dar de frosques do local. Até que um dia dá o tremelico a Franco e a corda não parte. Mas ainda assim, o bandido escapa da morte certa e culpabiliza o ex-comparsa pelo feito, punindo-o com uma passeata pelo deserto. Só que em vez de lhe provocar uma insolação, é ele que apanha uma congestão pela barrigada de água que foi bebendo pelo caminho. E com esta já perceberam o nível do filme. Encontram então um sargento sulista que lhes confia duas partes de um segredo, o paradeiro de um tesouro enterrado, surpresa?! Os dois decidem dividir o soldo mas como é óbvio há mais um peão neste jogo, o bonito!

6 comentários:

  1. Para mim, se há coisa que me irrita profundamente são os filmes desta dupla de esparvoados Franco e Ciccio!
    Até me atrevo a dizer que ainda são piores do que os filmes do "Tresette"!

    ResponderEliminar
  2. E como a parvoíce não tem limites, ainda se repetiu a dose! Em 1969 surgiu outro western chamado "Franco e Ciccio sul sentiero di guerra" que, naturalmente, não vi e não gostei.

    ResponderEliminar
  3. Ha uma porção valente de westerns destes. Não são especialmente bons, isso não.

    ResponderEliminar
  4. Não vi. Mas parece que há uns filmes da dupla realizados pelo Lucio Fulci.

    ResponderEliminar
  5. Não sou grande fã dos westerns de comédia mas esse parece que é bom. Depois que eu conseguir dar conta da pilha de filmes que estou "tentando" ver vou atrás desse pra conferir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema que nos afecta a todos, dar conta da pilha de filmes em espera...

      Eliminar

Related Posts with Thumbnails