2011/07/12

Joko invoca Dio... e muori (1968 / Realizador: Antonio Margheriti)

De gladiador a pistoleiro. É o que se pode dizer de Richard Harrison, ator americano muito popular em Itália nos anos 60, que abandonou as arenas, as togas, as sandálias e os gládios para colocar um chapéu e empunhar um colt. O realizador Antonio Margheriti era um apaixonado do cinema de suspense e terror mas fez alguns westerns patéticos por causa da mania de imitar o estilo americano. Quando se apercebeu que essa fórmula não valia uma beata tomou o caminho certo e fez a junção do terror com o western.

“Joko invoca Dio… e muori” seria um filme banal se não tivesse os elementos típicos do “giallo”. O tiroteio noturno cheio de sombras inquietantes e medos recíprocos; a mina de enxofre visualmente repugnante e decadente; um vilão de aspeto excêntrico, com roupas estranhas, mas que basta um olhar para perceber a sua astúcia, o seu calculismo e a sua crueldade! É um bom western que aos poucos se aproxima dos terrenos do terror! Dir-se-ia que este filme foi o prelúdio para o extraordinário “E Dio disse a Caino”, esse sim um assustador western gótico de grande qualidade!


O filme está subdividido em 5 atos, à semelhança de uma ópera ou peça teatral. Joko Barrett participou num assalto minuciosamente planeado pelo seu astuto sócio Mendoza e brilhantemente executado pelo ágil Ricky. Para não variar, há sempre algo que corre mal e tanto Mendoza como Ricky morrem e o dinheiro desaparece. Joko vai agora, um por um, desmascarar os traidores e enviar cordiais saudações em formato de balázios e murros no focinho! Mas o destino aguarda uma chocante revelação…



Este filme tem vindo aos poucos a ganhar cada vez mais terreno e a ter um reconhecimento mais justo. O DVD talvez tenha contribuído para isso porque há muitas edições DVD em muitos países. Tenho a versão francesa intitulada “Avec Django, la mort est lá”, da editora Seven 7. Os extras ajudam a perceber melhor o trabalho de Antonio Margheriti, através dos depoimentos de Ruggero Deodato (Cannibal Holocaust, Uomini si nasce poliziotti si muore, etc.).

É para ser visto e revisto pelos fãs que respiram westerns-spaghetti por todos os poros. Para os pseudo-intelectuais do cinema: Não se metam nisto! Continuem a vossa incessante busca pela verdade artística nos filmes de meninas que deixaram a claque da escola para casar com um príncipe encantado num mundo estupidamente cor-de-rosa!


Mais alguns lobbys:




Trailer:

10 comentários:

  1. Here's the artwork for the Argentinian VHS: http://www.rarovhs.com.ar/2011/06/joko-invoca-dios-y-mata.html

    ResponderEliminar
  2. Uma pena que ninguém tenha recuperado ainda o espólio VHS Português, tal como o Raro VHS fez.

    O filme foi lançado em Portugal como "Duelo Entre Gigantes" e pelo que averiguei terá estreado apenas a 28-10-1982. Actualmente já deverá ser difícil encontra-lo no mercado Português, mas saibam que foi editado pela Prisvideo.

    --
    Pedro Pereira

    http://por-um-punhado-de-euros.blogspot.com
    http://auto-cadaver.posterous.com
    http://filmesdemerda.tumblr.com

    ResponderEliminar
  3. Casualmente este domingo volví a verlo.
    Creo que es seguramente el mejor spaghetti de R. Harrison.
    Está disponible en una buena y correcta edición en DvD aquí en España.

    ResponderEliminar
  4. De acuerdo con eso. Para mi también es el spaghetti favorito con Harrinson.

    Harrinson que de gladiador passaria a pistoleiro e eventualmente se tornaria ícone dos ninjas xungas...

    --
    Pedro Pereira

    http://por-um-punhado-de-euros.blogspot.com
    http://auto-cadaver.posterous.com
    http://filmesdemerda.tumblr.com

    ResponderEliminar
  5. E depois dos ninjas xungas, ainda participou nos filmes eróticos de Joe D'amato, nomeadamente "Orgasmo Nero" com a atriz Nieves Navarro.

    ResponderEliminar
  6. Pois foi. Depois de assistir a essa preciosidade jamais consegui olhar para a Nieves Navarro com os mesmos olhos...
    Uma curiosidade mórbida, o filme "Orgasmo Nero" teria algumas sequelas, a mais infame será a segunda delas, também conhecido como "Porno Holocaust". Confesso que depois de fazer algum zapping, desisti de o ver. Joe D'Amato requer preparação.

    --
    Pedro Pereira

    http://por-um-punhado-de-euros.blogspot.com
    http://auto-cadaver.posterous.com
    http://filmesdemerda.tumblr.com

    ResponderEliminar
  7. Para mí un buen y oscuro spaghetti cuya extraordinaria parte final parece anunciar, por su atmósfera, la estupenda "Y Dios dijo a Caín".

    Creo que es, junto a "El sabor de la venganza", el mejor euro western en el que participó el limitadísimo Richard Harrison.

    ResponderEliminar
  8. Verdad, Harrinson también esta bien en "El sabor de la venganza". Una peli muy interesante, con un buen guión (venganza esta claro) y con un reparto en que también esta Claudio Undari.

    Otras pelis con participación aceptable de Harrinson:

    * Lo Chiamavano King
    * uno dopo l'altro
    * El Rojo

    --
    Pedro Pereira

    http://por-um-punhado-de-euros.blogspot.com
    http://auto-cadaver.posterous.com
    http://filmesdemerda.tumblr.com

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails