2011/10/25

Dai nemici mi guardo io! (1968 / Realizador: Mario Amendola)

No pós guerra civil, Alan Burton (Charles Southwood) vagueia pelo deserto com uma sela ás costas. Ao longe avista uma diligência que aborda e a troco da sua sela consegue autorização para subir e seguir viagem. Eis que pouco depois, um grupo de homens a cavalo ataca a diligência. O objectivo dos agressores é sequestrar um dos passageiros, um militar do derrotado exército sulista. Escamoteando-se habilmente, o nosso herói acidental consegue abater os delinquentes a tiro de Winchester.

No meio da troca de balas também o Major acaba por ser baleado, mas antes de morrer transmite um rico segredo a Burton. Um valioso tesouro confederado fora refundido e para determinar o seu paradeiro será necessário possuir três moedas de dólar muito especiais. Nestas estão estampados os códigos que determinam a localização exacta do lote. Burton lança-se então na busca das outras duas moedas.


As reminiscências a “Il buono, il brutto, il cattivo” são óbvias. Temos um tesouro escondido e imaginem só, três tipos atrás dele (um gringo, um mexicano de intenções dúbias e um mauzão que por breves momentos até une esforços com os bonzinhos da fita). E como se não bastasse temos também um Charles Southwood que aqui e ali replica o modus operandi usado por Clint Eastwood na trilogia do «Homem sem nome». A versão dobrada em Inglês que tive a oportunidade de assistir comprova-o. Mas desenganem-se, este “Dai nemici mi guardo io!” fica a léguas da qualidade do terceiro western de Sergio Leone.

“Dai nemici mi guardo io!” (também conhecido como “Three Silver Dollars”) foi até ver o único filme realizado por Mario Amendola que assisti. Todavia mesmo que não lhe possa exigir créditos na cadeira de realizador confesso que esperava muito mais de uma pessoa envolvida nos argumentos de alguns westerns-spaghetti que bastante aprecio – “Il grande silenzio” ou “Winchester, uno entre mil” – mas que afinal aqui se limitou a recontar mais uma caça ao tesouro no oeste selvagem. Espalhando-se ao comprido na abordagem sobre a ganância humana.


No campo das interpretações a coisa não corre muito melhor, especialmente ao nível dos chamados «extras», que diga-se são mesmo muito pouco convincentes. Para nosso contentamento, ao menos a estrela do cartaz – Charles Southwood – garante os requisitos mínimos do pistoleiro sedento por ouro. Esta foi apenas a sua segunda aparição no cinema, na primeira fora curiosamente dirigido pelo amado/odiado Demofilo Fidani. Na verdade Southwood não faria grande carreira no cinema, mas apesar do curto portfolio haveria de ganhar alguma fama graças ás bizarras personagens que interpretou nos westerns de Giuliano Carnimeo (“C'è Sartana... vendi la pistola e comprati la bara” e “Testa t'ammazzo, croce... sei morto... Mi chiamano Alleluja”).

Actualmente “Dai nemici mi guardo io!” apenas está editado no mercado germânico, o DVD segundo consta é de fraca qualidade pelo que esperemos que uma cópia decente surja num futuro breve. Enquanto isso não acontece resta-nos aproveitar as maravilhas do mundo digital, que vai disponibilizando algumas versões ripadas das velhinhas cassetes de VHS.



Eis mais algumas imagens do filme, porque vale a pena contemplar Alida Chelli, filha do maestro Carlo Rustichelli:



4 comentários:

  1. Não conheço o filme mas pelo que li não deve passar de mais uma produção às três pancadas com o objetivo de ganhar uns trocos através da imitação.

    ResponderEliminar
  2. Bem espremido, sim. Mas é claro que há filmes bem piores dentro do nicho. Se aparecer uma edição em DVD talvez volte a vê-lo.

    E quem se quiser arriscar pelos tortuosos caminhos das VHS recuperadas, que tentem por exemplo esta versão espanhola (De mis enemigos me ocupo yo):

    parte 1 http://www.megaupload.com/?d=CW9ZQ2ES
    parte 2 http://www.megaupload.com/?d=28X8RSND
    parte 3 http://www.megaupload.com/?d=5XSYDM29
    parte 4 http://www.megaupload.com/?d=XH3AF09C
    parte 5 http://www.megaupload.com/?d=0W5UWHHZ
    parte 6 http://www.megaupload.com/?d=P1PLPJDM
    parte 7 http://www.megaupload.com/?d=1A40JBIR
    parte 8 http://www.megaupload.com/?d=8DQBZSUK
    parte 9 http://www.megaupload.com/?d=TICXB26C
    parte 10 http://www.megaupload.com/?d=EB8B283Z
    parte 11 http://www.megaupload.com/?d=BJWHSLMU
    parte 12 http://www.megaupload.com/?d=LXBO9CF7

    --
    Pedro Pereira

    http://por-um-punhado-de-euros.blogspot.com
    http://auto-cadaver.posterous.com

    ResponderEliminar
  3. Bom tenho que ver este já tenho uma versão acho eu, até porque a Chelli tem ar de quem muito facilmente poderia ter sido minha namorada.

    Abraço

    Vitor Louçã

    ResponderEliminar
  4. É uma bela febra. Uma pesquisa rápida no google mostra-o. Ela chegou até a fazer capa na Playboy italiana!!!

    --
    Pedro Pereira

    http://por-um-punhado-de-euros.blogspot.com
    http://auto-cadaver.posterous.com

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails