2018/09/29

Quinto: non ammazzare (1969 / Realizador: León Klimovsky)

Fazendo-se passar por leprosos, um bando de foras-da-lei assalta o banco de um pequeno povoado do oeste. Com o risco de contágio a pairar no ar, a população não lhes oferece grande resistência, o que facilita o trabalho meliantes. Estes põem-se então em fuga para lugar seguro, mas nem todos chegarão vivos ao esconderijo. E pior, há um traidor entre eles, que deu sumiço ao carcanhol do roubo. 

Inevitavelmente a desconfiança apoderar-se-à do grupo e as velhas amizades serão postas em causa. O cabecilha decide então que devem esconder-se num inóspito entreposto em pleno deserto, onde tentarão passar despercebidos ás autoridades que os perseguem e ao mesmo tempo escrutinar a identidade do traidor. Azar para os locais que acabam vitaminizados pela situação, sujeitando-se aos caprichos de cada um dos párias do bando. Será porém o mais cobarde de todos a ter a responsabilidade de lhes fazer frente. 

Melhor disfarce de sempre!

Admito que não morro de amores pelos westerns do León Klimovsky, mas tenho de lhe dar uma palmadinha nas costas por este “Quinto: non ammazzare”, que apesar de paupérrimo enquanto western de acção, sobrevive relativamente bem enquanto thriller. Quem o queira conferir saiba que não está disponível em formato digital, além de umas transferências foleiras do VHS. Uma pena!  

4 comentários:

  1. De todos os que vi até agora, diria que este é o melhor filme de Léon Klimovsky. É sabido que o homem não tinha muito jeito para a coisa mas aqui safou-se bem.
    Os bandidos disfarçados de leprosos e as cenas claustrofóbicas na pousada são os melhores momentos, na minha opinião.

    ResponderEliminar
  2. E este filme conta com a presença da atriz Diana Sorel, que participou em filmes de terror de produção espanhola, nomeadamente "la Llamada del Vampiro" e "Los Monstruosos del Terror".

    ResponderEliminar
  3. Eu prefiro os filmes de horror em parceria com o Paul Naschy aos westerns, mas gosto da maioria.. este é o único que não vi e parece ser bom! Um bom western do diretor é La Sfida dei MacKenna (1970), com John Ireland e Robert Woods fazendo um raro papel como vilão. Este tem a mesma atmosfera estranha e opressora dos filmes de horror dele e Reverendo Colt também é outro bom exemplo de western bem feito apesar do baixo orçamento.

    ResponderEliminar
  4. Se quiserem podem ver o filme no youtube. Encontram-se versões em espanhol, El valor de un cobarde. O genérico é diferente do vhsrip françês que vi (preferi até), mas a imagem não é muito melhor, infelizmente. Aqui uma opção:

    https://www.youtube.com/watch?v=zFCerW6Omn0

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails