2016/06/14

Réquiem para el gringo (1968 / Realizador: José Luis Merino)

Ross Logan: “Faltam três dias para o dia 17 de abril.” 
Nina: “O que vai acontecer no dia 17 de abril?” 

Alguém sabe a resposta a esta pergunta? Sim? Não? Mas antes, comecemos pelo óbvio: Neste filme, Fernando Sancho é o óbvio líder mexicano. Aldo Sambrell é o óbvio lacaio. Carlo Gaddi é o óbvio pistoleiro vestido de negro com duas pistolas à cintura. Angel Alvarez é o óbvio taberneiro. Os camponeses / peões são os sacos de pancada mais do que óbvios. E até mesmo o ator canadiano Lang Jeffries (praticamente desconhecido nestas andanças) veste a pele do óbvio vingador taciturno.
 
Lang Jeffries, do Canadá para os westerns italianos.

Passemos então ao menos óbvio: uma aura fantasmagórica, vários funerais, procissões e cânticos fúnebres, o protagonista veste um poncho semelhante a uma pele de jaguar (segundo a mitologia Maia os jaguares eram seres sagrados e esta pequena referência no filme não é casual), o modo como se movimenta sugere algo de sobrenatural, os seus vastos (e estranhos) conhecimentos de astronomia e meteorologia (até tem um escritório na sua fazenda recheado de documentação desse género, incluindo um telescópio na varanda) e ainda temos diversos cadáveres pendurados em noites de tempestade!

Vou-te cortar o fagote, Fernando Sancho!

A música, ao longo de todo o filme, é interpretada essencialmente por teclados / órgãos de tubos de igreja, talvez para que o título do filme não fosse em vão! (Requiem = rezar pelos mortos; composição musical tocada durante os velórios). Para acentuar ainda mais a vertente sobrenatural, o protagonista aparenta ter a extraordinária capacidade de prever / chamar / convocar tempestades violentas! Mas não vão ser os relâmpagos e os trovões a ter um papel crucial no confronto final: um sinistro eclipse do sol vai ser decisivo no duelo entre Ross Logan e Porfírio Carranza! 

Ross Logan: “Estás condenado! E a tua maldição vem do céu!”

6 comentários:

  1. Quando vi este filme, devido à referência do poncho de pele de jaguar, automaticamente lembrei-me de uma aventura de TEX WILLER que aborda essa mitologia.
    Eis uma bela imagem no blogue português do Tex:

    http://texwillerblog.com/wordpress/?p=66600#comments

    ResponderEliminar
  2. Em Portugal, este filme foi batizado sob o nome de "A JUSTIÇA DE GRINGO".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha aí a VHS tuga no blogue do Nuno Viera.
      Eu ainda a aluguei nos anos noventa.
      http://nuno-dvdcollection.blogspot.pt/2011/11/requiem-for-gringo-1968.html

      Eliminar
    2. Mais tarde, já nos finais dos anos 1970, foi relançado em Portugal como "Duelo ao Eclipse". Western diferente do qual gosto muito pela sua atmosfera sombria. Lang Jeffries fez carreira na Europa principalmente no peplum e acaba por fazer um trabalho muito aceitável neste filme e poderia, outros muito piores fizeram-no, fazer mais alguma interpretações no género.

      Eliminar
  3. Amigo António, tens de participar mais no nosso blogue porque, mais uma vez, os teus conhecimentos e as tuas informações são sempre pertinentes.
    Um grande abraço!

    ResponderEliminar
  4. Uma dia destes perco amor ao dinheiro e mando vir esse dvd que saiu na Alemanha este ano. É um filme bastante interessante, merece estar na prateleira.

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails