2013/10/06

Morreu Carlo Lizzani

O seu amigo Mario Monicelli suicidou-se a 29 de Novembro de 2010, saltando da janela do Hospital San Giovanni, em Roma, onde dera entrada dias antes para tratamento a um cancro na próstata. Sábado, Carlo Lizzani, realizador, argumentista, actor, “homem do cinema”, resumia o La Reppublica, escolheu o mesmo fim. Aos 91 anos, o realizador de Banditi a Milano, saltou da varanda do terceiro andar que habitava em Roma. Enquanto o presidente italiano Giorgio Napolitano, citado pela AP, destacava a contribuição de Lizzani para "o cinema, a cultura e o desenvolvimento democrático do país”, o realizador Ettore Scola declarava simplesmente “este é um momento de grande tristeza”. Paolo Baratta, presidente da Biennale, destacou a forma como Lizzani deu nova vida ao Festival de Veneza durante os anos (de 1979 e 1982) em que foi seu director. “Ele soube como criar um núcleo de jovens estudantes e especialistas que representariam no futuro a verdadeira elite. O mundo do cinema italiano deve-lhe muito”, cita a AP.
PÚBLICO 06/10/2013

3 comentários:

  1. É desalentador ver casos como o de Lizzani e de Giuliano. Mas não se podem simplesmente controlar as coisas do mundo. Ficamos, além de tristes, gratos pela contribuição que deram ao cinema, embalando-nos em suas criativas histórias.

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails