2010/08/30

Os spaghettis da minha vida | António Rosa @ Western à italiana


Desde os primeiros tempos deste blogue que o António Rosa tem sido um seguidor assíduo. Além do seu constante apoio, revelou-se uma extraordinária fonte de informação sobre o subgénero. Dir-se-ia que a sua paixão e os seus conhecimentos pelos westerns-spaghetti são dignos de uma enciclopédia! Deste modo, a equipa do “Por um punhado de euros” tem a honra de publicar as preferências pessoais do António porque o blogue ficou muito mais rico com a sua participação! Eis os 10 disparos certeiros do António Rosa:


Fazer uma escolha deste género deixa-nos sempre uma amargo de boca, é inevitável, lembramos-nos sempre deste ou daquele filme que devia estar na lista, mas é assim mesmo...


Os 10 favoritos:

01 | C'era una volta il West | Sergio Leone | 1968

Algo injusto este filme constar desta lista, porque este filme não é apenas o melhor western-spaghetti de sempre, esta autêntica ópera de morte é um dos melhores filmes de sempre, seja de género for!




02 | Il buono, il brutto, il cattivo | Sergio Leone | 1966

É daqueles filmes em que tudo parece encaixar na perfeição, desde o elenco, perfeito, principalmente os três protagonistas, a música de Morricone, ainda hoje é das mais reconhecidas no mundo inteiro e sobretudo Leone apresenta-nos uma imagem cruel da guerra. Excelente.



03 | Per qualche dollaro in più | Sergio Leone | 1965

Filme que é a essência pura do género, os caçadores de recompensa, a ganância, bandidos implacáveis, assaltos, vingança, um prazer ver e rever, este filme é o Sr. Western spaghetti!




04 | Per un pugno di dollari | Sergio Leone | 1964

Depois deste filme o western jamais foi o mesmo, o homem sem nome veio para ficar e foi o primeiro passo para a imortalidade de um génio: Sergio Leone





05 | I giorni dell'ira | Tonino Valerii | 1967

Um mimo este filme, a metamorfose de um herói, a queda de um poderoso e uma cidade vilã, um daqueles filmes a não perder. Lee Van Cleef e Giuliano Gemma soberbos...





06 | Giù la testa | Sergio Leone | 1971

Na minha opinião um filme subestimado, muito mesmo, um estudo minucioso e crítico da revolução, onde não há vencedores ou vencidos, onde os poderosos acabam sempre mais poderosos e os outros... cada vez mais outros...




07 | La resa dei conti | Sergio Sollima | 1967

Um dos grandes westerns spaghetti onde Sergio Sollima, um comunista convicto, consegue montar um grande filme de acção e aventura e ao mesmo tempo colocar em prática todas as suas convicções, apresentando um pobre e inculto peão, Cucillo (Tomas Milian), o povo, como vítima do grande latifundiário, Brockston (Walter Barnes). Corbett (Lee Van Cleef) é o crédulo e ambicioso político-pistoleiro, digamos assim, que de início está ao lado do poder, mas depois tudo muda...


08 | Django | Sergio Corbucci | 1966

O primeiro western gótico e hiperviolento, por vezes brutal, mas sobretudo um grande espectáculo visual e uma obra-prima do western spaghetti.





09 | Il ritorno di Ringo | Duccio Tessari | 1965

Um dos meus preferidos devido à atmosfera romântica, pouco habitual no género, claramente influenciado pela Odisseia de Homero, o herói terá de regressar dos mortos, assiste ao próprio funeral, para recuperar tudo o que lhe pertencia, inclusive a mulher, deve ser a minha costela romântica que me faz adorar este filme...


10 | Il Mercenario | Sergio Corbucci | 1968

Tinha vários filmes para pôr nesta posição, mas este desempatou por alguns motivos: Jack Palance, o duelo na arena, Franco Nero e a música de Ennio Morricone. Nota máxima.





Joker: A homenagem!


Anda muchacho, spara! | Aldo Florio | 1971

Excelente filme baseado em "Por um punhado de dólares" e que prova que se pode recriar algo sem beliscar o original. Fabio Testi está magnífico neste filme e que conta também com uma personagem feminina muito forte, incomum no género, interpretada por Charo Lopez. excelente partitura musical de Bruno Nicolai, um joker a não perder!



A evitar: Não tem piada!


Alleluja e Sartana figli di... Dio | Mario Siciliano | 1972

Comédia inócua e sem graça nenhuma com Alberto Dell'acqua (Robert Widmark) e Ron Ely.

16 comentários:

  1. Muito obrigado, amigos, para mim é uma honra enorme a minha lista ser publicada no vosso blogue.
    Um grande abraço,
    António Rosa

    ResponderEliminar
  2. Leone em força, como seria de esperar. Até à data, posso adiantar que partilho do mesmo top 3.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  3. @ António Rosa:

    A honra é toda nossa António. As escolhas do amigo são todas de grande valor artístico. Acho sobretudo interessante a inclusão do excelente "Anda muchacho, spara!" enquanto joker. É um filme esquecido, que felizmente está por estes dias a ter o destaque que merecia ter tido na época em que foi lançado.


    @ Roberto F. A. Simões

    O nome Leone é inseparável do género. Ainda assim acho que o Roberto deveria considerar também o estudo da obra dos outros Sergios (Corbucci, Sollima).

    --

    Pedro Pereira

    por-um-punhado-de-euros.blogspot.com
    filmesdemerda.tumblr.com

    ResponderEliminar
  4. Não há dúvida que o amigo António Rosa já merecia um lugar de destaque neste blog. Há que dar o seu a seu dono! Leone é de facto o nome máximo do subgénero mas há muito tempo que digo que existe muito mais além Leone! Os filmes de Leone, além de serem excelentes, também beneficiaram de algo que outros nunca tiveram: orçamentos cada vez mais altos e exposição nas salas de cinema nos EUA nos anos 60!

    ResponderEliminar
  5. @ caro Pedro, o problema principal de ANDA MUCHACHO, SPARA! foi ter sido lançado já na fase de declínio do western spaghetti, além do mais, Fabio Testi não era propriamente um dos nomes mais sonantes do género e o mesmo pode-se dizer em relação ao realizador, Aldo Florio.

    @Caro Emanuel, antes de mais obrigado pelas palavras tão gentis.
    Em relação a Leone, não nos esqueçamos que ele só a partir de O BOM, O MAU E O VILÃO, teve acesso a um orçamento mais generoso, porque POR UM PUNHADO DE DÓLARES teve um orçamento miserável, mesmo para a época, melhor um bocado com POR MAIS ALGUNS DÓLARES.
    No entanto, há muitos bons filmes e realizadores que poderiam figurar na minha lista, além dos três sergios, há outros realizadores de quem gosto muito, Enzo G. Castellari (JOHNNY HAMLET e AMMAZZALI TUTTI E TORNA SOLO - ACABA COM ELES VOLTA SÓ - os meus preferidos dele), Sergio Garrone (outro Sergio), Ferdinando Baldi (principalmente VIVA DJANGO com Terence Hill, esteve quase a ser o 10.º da minha lista) e muitos e muitos outros que deram um óptimo contributo ao género, lembrei-me agora por exemplo de Edoardo Mulargia que realizou pequenas pérolas de pequeno orçamento como CJAMANGO, NON ASPETTATI DJANGO, SPARA, ambos com Sean Todd (Ivan Rassimov) ou SHANGO com Anthony Steffen. Meus amigos, não faltam actores e realizadors para descobrir neste imenso mundo que é o western spaghetti, sou um pouco mais velho do que vocês, já 43 anos, e tive a honra e o prazer de ver uma boa parte destes filmes no cinema, no auge cá em Portugal, sim, porque o auge destes filmes aqui em Portugal foi finais de 60s atá meados de 70s, para vocês terem uma ideia, POR UM PUNHADO DE DÓLARES estreou em Portugal em 1968, ou seja, 4 anos depois da sua estreia em itália.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  6. Estou totalmente de acordo, amigo António. Quando me referi aos orçamentos altos só tinha em mente os filmes a partir de O BOM O MAU E O VILÃO. De facto, nunca tive o prazer de ver nenhum destes filmes numa sala de cinema mas agora acho que o DVD é uma forma correcta de exibir os filmes, pelo menos bem mais que o VHS.

    ResponderEliminar
  7. Sim. O Emanuel tem razão, as VHS em muitos casos assassinaram os filmes originais. Mas para rapaziada como nós, nascidos nos anos 80, serão sempre um objecto de culto e nostalgia.


    @ António:

    Do Edoardo Mulargia já conheço alguma coisa. Não sei ao certo qual foi o primeiro contacto, mas terá sido com o CJAMANGO ou com o NON ASPETTARE DJANGO, SPARA. Creio que se trata de um realizador interessante, muito hábil na transformação de um quase-orçamento em obra de arte. Assisti também com bastante agrado ao W DJANGO e ao SHANGO. Este último que espero incluir na minha videoteca via edição da Koch Media.

    --

    Pedro Pereira

    por-um-punhado-de-euros.blogspot.com
    filmesdemerda.tumblr.com

    ResponderEliminar
  8. ¡Buena lista, compañero! El film de Fabio Testi no lo conozco. Charo López es muy buena actriz, española.
    ¡Qué alegría ver dos filmes de Giuliano Gemma en la lista! Encuentro extraño que a mucha gente le gusta "El retorno de Ringo".
    Saludos desde España!

    ResponderEliminar
  9. gosto dessas listas, Pedro você me mandou um recado dizendo que queria uma pearceria entre Blogs, o convite ainda está de pé?

    ResponderEliminar
  10. @ Artur:

    Claro que sim. Iremos publicar uma lista cada mês. Pensa na coisa e depois envia para o meu email. Sem correrias, o mês de Setembro e Outubro já estão preenchidos pelos amigos Ronald Perrone e Julio Alberto.

    --

    Pedro Pereira

    por-um-punhado-de-euros.blogspot.com
    filmesdemerda.tumblr.com

    ResponderEliminar
  11. ai Peo, tentei te adcionar e não consegui, eis o meu E-mail homem_aranha_ssa@hotmail.com

    ResponderEliminar
  12. Olá, caro Pedro!

    Todos temos nossas listas. Eu estou pensando em fazer meu Top 10 também; meio difícil, né? É que estou com um bloguezinho e vou postar algumas coisas sobre nosso Italian Western. Não se compara com seu blogue enciclopédico, mas tá lá, iniciando algumas coisas. Dá um alô lá, Pedro. Dá um toque também pros amigos que curtem o Western e o Italian Western. Ah, rapaz, moro no Brasil e babei com a sua visita às locações na Espanha. Deu com vontade de visitar Almeria. Quem sabe combinamos qualquer dia.
    Abraço!
    O endereço é
    http://sarrabulhadacult. blogspot.com
    LeMarc

    ResponderEliminar
  13. Achei a lista muito justa, com Leone dominando geral. Se tivesse que fazer uma lista assim, provavelmente o top 5 seria igual, com uma unica modificação: Good, Bad and Ugly trocaria posição com Once Upon a Time

    ResponderEliminar
  14. Vim cá espreitar a sua lista e acho-a muito boa. 'Il Mercenario' ficou de fora da minha, mas ainda bem que lhe fez justiça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alguns tinham de ficar de fora. Aquela musica do assobio é linda!


      --
      Pedro Pereira

      http://por-um-punhado-de-euros.blogspot.com
      http://auto-cadaver.posterous.com

      Eliminar

Related Posts with Thumbnails