2009/10/21

Curiosidades western-spaghetti Vol.1



Eis algumas curiosidades sobre o fascinante universo dos westerns-spaghetti. A grande maioria desta informação foi retirada de três magníficas obras literárias que tenho a honra e o privilégio de ter. Aconselho estas autênticas enciclopédias a todos os fanáticos do género que não se importem de ler em inglês:

Sergio Leone: Something to do with death, de Christopher Frayling
Spaghetti Westerns: Cowboys and Europeans from Karl May to Sergio Leone, de Christopher Frayling.
10000 Ways to Die, de Alex Cox.

  • Antes de ser escolhido por Sergio Leone para o filme “Por mais alguns dólares”, Lee Van Cleef tinha-se retirado do cinema devido a um grave acidente de viação e dedicava-se exclusivamente à pintura.
  • Em 1971, numa entrevista em Paris, Sergio Corbucci afirmou: “Eu tenho algo em comum com Hawks, Ford, Hathaway, Sturges, Walsh, André de Toth e Lang: Somos todos cegos do olho direito!”
  • Sergio Leone disse: “Para mim, o primeiro grande criador de westerns foi Homero porque criou personagens egocêntricas e individualistas que resolvem a situação naquele momento, à semelhança de um pistoleiro.”
  • Ao contrário de Gian Maria Volonté, Tomas Milian defendia que a sua acção como actor não deveria interferir em questões políticas.
  • Após ver “Yojimbo”, de Akira Kurosawa, Clint Eastwood disse: “Seria uma boa ideia transformar este filme num western mas nunca ninguém terá coragem para o fazer!”
  • A rodagem de “Por um punhado de dólares” foi interrompida por vários dias devido a problemas financeiros e a conflitos entre Leone e os produtores Arrigo Colombo e Giorgio Papi (Jolly Films).
  • A camada de neve na cidade de Snow Hill em “O grande silêncio” era na realidade espuma de barbear.
  • Luís Beltran, duplo e responsável pelo casting em Espanha, foi duas vezes esfaqueado por ciganos que compareceram aos castings de “Por mais alguns dólares” e que não gostaram de ser rejeitados em detrimento de outros ciganos.
  • A região de Almeria foi escolhida para inúmeros westerns-spaghetti porque na altura era a região mais pobre de Espanha e muitas localidades nem sequer ainda tinham electricidade, o que seria perfeito para este tipo de filmes. Há quem defenda que essa pobreza persistia devido à geral simpatia da região pelos ideais republicanos durante a guerra civil e não pela política nacionalista de Francisco Franco, à época governante absoluto de Espanha.
  • Em 1969, Burt Kennedy falava sobre cinema com o mestre do western clássico americano John Ford. Eis o breve diálogo:
BK – Já viu algum daqueles westerns espanhóis e italianos?
JF – Estás a brincar?
BK – Não, esses filmes existem! E alguns até são bem conhecidos!
JF – E esses filmes, como são?
BK – Não têm história, nem grandes cenas… limitam-se a matar! Em cada filme morrem pelo menos 50 ou 60.

12 comentários:

  1. Muito legal essas curiosidades, e essa definição do Burt Kennedy sobre o western italiano é hilária!! "Não têm história, nem grandes cenas… limitam-se a matar! Em cada filme morrem pelo menos 50 ou 60."

    ResponderEliminar
  2. Achei brilhante a ideia deste post, sempre adorei saber estas coisas....
    Os ciganos encarnaram bem o espírito pretendido nos personagens...não sabia que seleccionar "artistas" era uma profissão assim tão perigosa...

    ResponderEliminar
  3. As coisas que este tipo sabe! Vou lembrar-me disto na próxima vez que participe numa entrevista de emprego...

    ResponderEliminar
  4. Pois é, amigos! Agradeço a vossa atenção porque é sempre bom ter feed-back de entendidos do género. Isto é apenas uma breve ideia daquilo que podemos aprender ao ler estes livros. Ponham-se a pau quando forem aos castings ou arriscam-se a levar umas chinadas!!

    ResponderEliminar
  5. Tive uma ideia... os gajos dos "Idolos" é que podiam chinar aqueles palhaços do júri, pseudo-entendidos em musica!

    ResponderEliminar
  6. Yojimbo transformado em western... Clint Eastwood tem mesmo boas ideias. lol. Interessante post. :)

    ResponderEliminar
  7. Olá Sara!
    Pois é. Ainda bem que alguém teve a coragem de fazer a adaptação e ainda bem que o papel acabou por lhe ser entregue. Parece que o Richard Harrison estava à frente nas preferências (não falando sequer dos colossos). O homem certo para o papel certo!

    ResponderEliminar
  8. curiosidades interessantes sobre o SW, principalmente a parte do Clint Eastwood e esse último da lista.

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails